Tuesday, December 23, 2008

Dentro do Espírito (des)natalício...

...a que o Guess deu o mote, devo confessar que esta quadra há muitos anos também deixou de ter o significado que tinha quando era miúda. Talvez porque as prendas, se bem que bem-vindas (sempre) eram as que eu já tinha catalogado disciplinarmente numa lista muito bem pensada, dos mais aos menos desejados, e poucas surpresas havia quando se abriam os embrulhos.

Não houve nada a marcar o início do desencanto. Foi a adolescência e o despertar para a o mundo lá fora e o cá dentro (qual deles o mais negro...), eu sei lá.

O meu espírito mais próximo do chamado natalício não se traduz em vestir barretes, enfeitar árvores com plástico brilhante ou fingir que as figuras do presépio fazem algum sentido. O espírito mais natalício que me dá é qualquer coisa que me deixe contente quando estou com quem gosto - o que bem pode ser gozar com o Natal e rir até me doer a barriga!

Músicas de Natal? Não sei nem uma, talvez porque as ache todas uma lamechice sem interesse (e rip-offs de canções inglesas, que tristeza!).

Uma canção contente e feliz é, por exemplo, esta. Ter à mistura os Marretas só ajuda. :)



E se me pedirem uma música para putos, mais depressa me lembro do Rei Leão do que o sorumbático Pinheirinho (que nem os meus primos insistiram em cantar quando eram mais novos).

Portanto, com ou sem o espirito de natal que todos apregoam por estas datas, divirtam-se e comam tudo a que têm direito!

Fica outro vídeo para alegrar a quadra! :p



Giovanna

2 comments:

Morcegos no Sótão said...

Feliz Natal, Jo! You still have it in you. ;)

MJNuts

Twin said...

Meu deus, na altura nunca reparei o quão o miúdo que faz a voz do Simba desafina a cantar...