Thursday, March 1, 2007

Lost é Isto, pah!

As pessoas que me conhecem devem estar a estranhar eu ainda não ter afogado este blog em comentários ou recomendações de N séries, porque eu as vejo e consumo aos molhos.

As pessoas que me conhecem também sabem que eu nutro (ou nutria) uma obsessão muito pouco saudável por essa série que, ao que parece, mudou o panorama da televisão e é mundialmente conhecida por Lost (ou traduções disso). Por cá, há quem lhe chame Perdidos, mas não creio que essas pessoas sejam levadas a sério.

Ora bem... O meu vício iniciou-se nos fins de Agosto, quando um amigo meu me emprestou o pack DVD da 1ª temporada. Uma semana depois e já estavam os episódios todos vistos, decorados, revistos, os nomes de cada um sabidos, flashbacks de cada pessoa e todos esses detalhes que só verdadeiros fãs doentes se dão ao trabalho de saber.

Em Setembro, a RTP resolveu repetir a 2ª temporada numa maratona de cerca de 4 episódios por noite (quase todos com cenas cortadas, infelizmente) e lá estava eu à frente do televisor todas as noites da sagrada semana. De referir que eu comecei a ver Lost pela RTP aquando da transmissão da season 2, mas a vida lá me fez desviar do caminho do bem e, do episódio 2x12 saltei para o 2x23, vendo um ou outro lá pelo meio. Ou seja, soube muito bem rever o que já tinha visto e estrear-me em episódios novos.

Acabada a maratona da RTP, faltava um mês para estrear a season 3 nos Estados Unidos... E eu a morrer de curiosidade que mal me aguentava! Vícios, enfim.

Ora bem, depois de papar duas temporadas num espaço de tempo tão curto, a coisa não havia de correr bem. Não sei se foi o meu grau de exigência, se foi a série que resolveu enveredar por caminhos da idiotice crónica e da vertente soap opera. Dos flashbacks quase sempre interessantes, passou-se para minutos entediantes de assistência ao passado aborrecido dos personagens. De um triângulo amoroso que dava um certo picante à série, passou-se para o modo 'matem a Kate de uma vez que já ninguém acredita que a parva da mulher ainda não se orientou para com quem quer ficar'. De cliffhangers e thrills que davam aquela sensação Lost (os fãs sabem do que falo), passou-se ao lançamento de mistérios e teorias para o ar a ver quem agarra mais. Numa série de 9 episódios, ficou-se com a distinta sensação que os argumentistas andam meio perdidos (a bela da piada) com as asneiras e as coisas boas que fizeram ao longo das temporadas anteriores.

Não se pense que eu odiei mortalmente tudo, hem? Como fã da parte mais humana da série, em detrimento de todas as questões surreais e misteriosas, vi com grande apreço o episódio 3x02, centrado na Sun (a lady do meu coração!), que só voltou a aparecer no 3x08 e foi de vislumbre!; o episódio 3x04 (Sawyer é Sawyer, I'm a woman above all...) e até que gostei do 3x06, que revelou o lado mais emocional da Kate e explicou umas quantas coisinhas.

Seguiu-se uma paragem de 3meses alimentada por um cliffhanger ridículo ('Damn it, Kate, RUN!')... Que acabou com um episódio parvo dessa grande personagem que é a Juliet. Embora tenha gostado de ver as diferenças da Juliet do passado com a Juliet actual e líder dos Others, o episódio mandou tantas postas de bacalhau para o ar e teve tantos detalhes parvos que só me apetecia lançar Lost pela janela!

Depois veio o 3x08 do Desmond. E eu, pah, gostei, mas esperava melhor. 30 minutos de algo semelhante a flashback é demais e só o suportei precisamente por ser do Desmond.

O 3x09, sendo centrado no meu ódio de estimação Jack, não foi mau de todo. Os flashbacks foram de um tédio mortal (erm... hello? os do Jack são sempre, alguém devia dizer aos produtores que parassem de mostrar o passado do Doc...), mas o episódio em si foi interessante e revelador.

Deixando as agruras da 3ª temporada para trás... Eis que chega HURLEY! Esse grande personagem que representa o lado bom de Lost no seu estado mais puro! God, we missed ya, dude!

'Tricia Tanaka is Dead' é o retorno de Lost ao que de melhor se fez na sua temporada inicial. É termos finalmente um vislumbre do resultado de semanas de convivência dos sobreviventes, das vitórias e derrotas. É olharmos para aqueles desgraçados que já sofreram tanto e encontrarmos na esperança deles de algo bom uma esperança de espectador de que talvez a série se salve da espiral de enganos em que se está a meter.

Quando temos o Sawyer a voltar a ser Sawyer, parvo até na forma como afasta a Kate de si, quando temos o Hurley a recuperar as energias positivas que o fizeram criar um campo de golfe no longínquo episódio 1x09, quando temos o Jin a tentar falar inglês, quando temos o recorde de nicknames proferidos num só episódio... Quando temos um momento digno de Little Miss Sunshine... É porque finalmente a season 3 nos presenteou com um episódio que vale a pena ver, rever e guardar no canto dos episódios preferidos.

Foi o episódio dos sorrisos e dos risos, que trouxe ternura ao meu coração de gaja e que me pôs, depois de longos episódios de ódio, com orgulho na Kate, que mostrou não estar cerebralmente morta ao fazer a simples associação Rousseau+Alex. Foi o episódio das quotes memoráveis, com esta à cabeça:

Hurley: Shut up, you...Red...neck...MAN!
Sawyer: Touché!

E mais umas tantas, mas como não me lembro dos termos exactos, prefiro não arriscar. Hão-de ver e rir-se com elas todas, com os nicknames geniais, com a leveza que transborda da alegria daqueles 4 caramelos a tentarem arranjar uma carrinha velha e a fazê-la andar.

Foi por isto que me apaixonei por Lost. Foi pelos personagens, pelo que me fizeram sentir. Parece que o Hurley me trouxe isso de volta...

Aqui vai um cheirinho da emoção:

Photobucket - Video and Image Hosting
Algo me diz que o Hurley já tinha saudades do Sawyer...

Photobucket - Video and Image Hosting
O Jin escolheu o professor errado para aprender inglês decente!

Photobucket - Video and Image Hosting
Hurley e Charlie na conduta suicida!

E claro, como bom episódio que é/foi, não podia deixar de haver aqueles momentos nostálgicos e musicais, em que não se subentende nada no argumento, mas a fotografia e a montagem permitem antever algumas coisas...
Photobucket - Video and Image Hosting

Muito bom, muito bom. Obrigada por me restaurares a fé, Hurley!

MJLost

P.S.- Desculpem o post enorme, mas isto foi o meu clímax televisivo equivalente à passagem de verme a caloiro nas praxes. =P

8 comments:

Duriel said...

Já não postavas à muito tempo...

Infelizmente não posso comentar grande coisa, não sou fã da série!

Mas fico contente por teres voltado a sentir essa paixão xD

Morcegas no Sótão said...

Postei há uns 2dias sobre os óscares, não viste?xD

O pior é que quando me dá para postar, escrevo testamentos! 'Tá mal! Assim ninguém quer saber deste blog!lol

Um dia, dudu, um dia... Talvez ainda venhas a gostar da série!;)

MJNuts

Ludovico said...

Bom episódio, sem dúvida. Contudo a ver se amanhã continuam os grandes momentos de qualidade...

Morcegas no Sótão said...

Tenho muita fé para o episódio de amanhã! Além de ficar sempre contente só pelo simples facto de ver o Sayid, vai haver Sawyer sem Kate angst, o que só de si retira parte da minha irritação Lostiana com esta season!xD

Vêm aí uns quantos episódios porreirinhos nesta nova vaga, creio que a partir do 15 é que pioram de novo... --;

MJNuts

Catarina said...

Sim.. um episodio mm fixe! Já estava cheia de saudades de episodios assim snifi Eu não achava grande piada ao Hurley mas confesso que adorei este ep! Finalmente o pessoal da praia.. finalmente! Adorei voltar a ver o Jin e a Sun :D eheh Bjinhuuuu

Morcegas no Sótão said...

As saudades que eu já tinha do pessoal da praia! E dos meus coreanos!=D Eu sempre gostei do Hurley, por isso não me vou queixar.lol A ver como corre esta semana...

MJNuts

Américo.D said...

a serie continua em grande depois do episodio do hurley parece que tomou um ritmo bastante bom, sayd e claire dois grandes episódios.

Morcegas no Sótão said...

Bem, eu acho que desde o episódio do Hurley, a série pegou em bom porto e acredito que até ao final da temporada sejam só bons episódios!=)

Ainda nenhum me desiludiu...

MJNuts