Tuesday, February 27, 2007

Noite de Óscares

Bem, e lá foi mais uma noitada a ver homenzinhos dourados e nus a deixarem dezenas de pessoas resplandecentes de felicidade...

Devo confessar que este ano estava um pouco a leste. No ano anterior tinha visto os filmes de todos os nomeados nas categorias consideradas principais (Filme, Realizador, Actor, Actriz, Actor Secundário, Actriz Secundária, Argumento Original, Argumento Adaptado), para não falar de umas quantas categorias em que por coincidência vi tudo, como foi o caso de uma ou outra das técnicas ou a Banda Sonora.

Este ano os filmes não apelavam propriamente ao meu nervo cinéfilo, então abstive-me de ver uns quantos, o que resultou em só ter visto três dos nomeados para Melhor Filme e em não ter visto nenhum dos actores (masculino, senhores, masculino!) no papel que lhes concedeu a nomeação. Enfim, vi uns filmezitos aqui e ali que davam para ter alguma coisa para a qual torcer!

Resumidamente, eu estava toda pró Little Miss Sunshine, Little Children e The Devil Wears Prada. Como oficial 'odiadora' do Babel, também estava toda pró que o filme saísse com uma daquelas derrotas à antiga, que até o orgulho engole em seco (sim, sou evil).

Como não estava muito aficcionada como estive em 2005 pelo Lost in Translation ou no ano de The Lord of the Rings - The Fellowship of the Ring (para mim o melhor da trilogia, acusem-me do que me acusarem), não fiquei particularmente feliz ou triste por nenhum dos prémios. Confesso que não gostei dos 4 óscares que The Departed levou para casa (o de filme então... ai que dor!) e tenho pena que o senhor Scorsese só por comiseração chegue ao tão ansiado óscar, quando realizou obras da envergadura de A Idade da Inocência ou A Última Tentação de Cristo (e eu sou confessa não fã do realizador...).

Nesta gala de 2007, para mim o melhor da noite não foram os prémios, mas sim a cerimónia. Ellen esteve o máximo com as suas piadas simples e a sua boa disposição. O que eu me ri com o episódio da fotografia ao Clint Eastwood! O discurso inicial foi muito bom também. Fora isso, o número musical de Jack Black, Will Ferrell e John C. Reilly superou em larga margem as actuações dos nomeados para Melhor Canção, mais não seja pelo factor entretenimento...

Este ano não reparei em vestidos. A Nicole Kidman estava um bocadinho assustadora (que coisa era aquela no pescoço?) e alguém lhe devia dizer que é demasiado branca para aquele tom de vermelho, mas quem sou eu? A Kate Winslet estava simples, mas bonita, assim como a Cate Blanchett. E a Penélope Cruz brilhava naquele vestido! Vivam nuestros hermanos! Será que ela escondeu a Salma Hayek debaixo do braço, hum? Assim de repente, só me lembro mais da Portia de Rossi, que compensou o mau gosto dos Globos de Ouro com um vestido azul escuro giríssimo. Mas enfim, vou deixar-me de superficialidades.

Aqui vai a lista dos vencedores nas principais categorias:

Melhor Filme - The Departed
Melhor Realizador - Martin Scorsese por The Departed
Melhor Actor - Forest Whitaker em The Last King of Scotland
Melhor Actriz - Helen Mirren em The Queen
Melhor Actor Secundário - Alan Arkin em Little Miss Sunshine
Melhor Actriz Secundária - Jennifer Hudson em Dreamgirls
Melhor Argumento Original - Little Miss Sunshine
Melhor Argumento Adaptado - The Departed
Melhor Filme de Animação - Happy Feet
Melhor Filme Estrangeiro - The Lives of Others, Alemanha

De referir também os três óscares ganhos por El Laberinto del Fauno, todos em categorias técnicas.

O único prémio para Babel foi a vitória pelo 2º ano consecutivo de Gustavo Santaolalla, para Melhor Banda Sonora Original. Deus, ao menos a banda sonora do Brokeback Mountain era de facto bonita, interessante, agradável de ouvir sem morrer de tédio...

Despeço-me com o meu momento preferido de toda a cerimónia e um dos óscares que melhor me caiu no goto também! Melhor Guarda-Roupa para Marie Antoinette!





MJNuts

6 comments:

Anonymous said...

Sim, pelo que vi, a Ellen estava mesmo brilhante! xD
Nao vi o "The Departed" nem estou muito interessado. Nao percebo porque raio foi o grande vencedor --;
* * *
O vestido na Nicole era horrivel! xD Dava aos seios um aspecto medonho mesmo! Enfim...
* * *
Na minha opinião, os prémios p'ra cinema independente atribúem aos filmes uma melhor qualidade que os Óscares =)Mas o Óscares também rulam! ;P

Guess

Ludovico said...

Bem, estes óscares ensinaram-me uma coisa:

Faz a americanização de um filme oriental e ele ganha o melhor filme e tu o melhor realizador... -.-

É que nem vale a pena comentar a tristeza da escolha.

Morcegas no Sótão said...

Tenho pena que o Scorsese tenha ganho o óscar de Realizador quase por simpatia, mas a verdade é que o senhor fez grandes filmes e até merecia a honra. Não com este The Departed, mas enfim...

Já o óscar para Melhor Filme discordo por completo. Desse ninguém me convence!

MJNuts

PP said...

Bem é o primeiro comment mas não quis deixar d comentar um post sobre cinema, ainda por cima os oscares! Não vou dizer mto pq concordo com muitas coisas q disseste...menos uma!
Eu vi o departed mal estreou na altura e adorei! Não acho q seja filme pa oscar talvez mas fiquei contente pelo scorsese e acho que foi merecido claro q não foi apenas pelo departed que lhe deram o oscar mas não fiquei incomodada com a escolha!
Gostei mto do filme mm, dentro do grupo, não tinha visto mto mais mas como tb n gostei mto do Babel de novo a escolha n me incomodou!
Quero ver agora o labirinto do fauno que so ouvi falar nos oscares e parece ser mto giro!

Patrícia

Ludovico said...

O Scorsese podia ter ganhou em qualquer outro ano. Menos neste. Foi como tu dizes, por simpatia. Detesto quando isso acontece...

Morcegas no Sótão said...

O Labirinto do Fauno é lindíssimo, acho que vais gostar, PP!;)