Friday, April 24, 2009

Amália Hoje

Não vou sequer perder tempo com olás ou introduções ao que pretendo escrever. Eu preciso mesmo de deixar aqui uma nota qualquer sobre aquilo que me anda a moer o juízo ultimamente. E perdoem-me a minha linguagem descuidada e, possivelmente, contraditória, mas não estou a conseguir organizar correctamente as ideias na minha cabeça.

Alguns já o devem saber. Os que não sabem têm que ficar a saber que um idiota chamado Nuno Gonçalves (pertencia à banda The Gift) decidiu que estava farto de bater umas pívias em casa e achou por bem começar um projecto ao qual designou Amália Hoje. O projecto tem por base pegar no fado que a Amália Rodrigues cantou e adaptá-lo para uma versão mais pop. E quem mais poderia cantar esta piroseira desnecessária se não a Sónia Tavares, a vocalista dos The Gift!! Como se não bastasse o projecto ser improfícuo e escusado, ainda escolhem aquela mulher, que, claramente, deve estar desejosa para pegar no fado e transformá-lo naquelas coisas que ela canta, com aquela sua voz estranha tão típica da sua pessoa. Ainda para mais, já muitos que a viram deambular pelas ruas me disseram que a mulher tresanda a antipatia e gosta de dar nas vistas com o seu ar snob. Nunca na vida é uma criatura destas merecedora de cantar os versos da Amália.

A ideia é atrair uma massa maior de gente e eu percebo a tentativa. A maioria dos jovens de hoje tem uns gostos que deixam um pouco a desejar e é necessário que a música se adapte às novas preferências deles se quer ser vendida - mas isto é lógico. No entanto, não acho justo estarem a usar o fado para este esquema comercial. Quem não gosta do fado genuíno, daquele fado mesmo fado, que canta a crueldade dos dias e a solidão das noites, acompanhado pelo gemido da guitarra portuguesa, não gosta e pronto! Não podemos agradar a gregos e a troianos. Custa-me a mim ver as palavras que a Amália escreveu, e que vieram lá bem do fundo da sua alma, na boca da Sónia Tavares.

Ainda só saiu um single deste álbum que está para breve e, a verdade, é que está a fazer um sucesso tremendo. Quase toda a gente está a gostar desta nova vertente, que puxa o fado das ruas e becos de Alfama para a MTV Portugal.

O problema maior reside no facto de aqui o vosso morcego estar confuso. Sejamos francos, não é como se este projecto fosse capaz de pôr de lado o fado tradicional português. E será que a música é assim tão feia quanto isso? A mim entristece-me saber que a minha mãe - pessoa que sempre deu valor ao fado e preservou na sua memória para sempre a letra do Povo Que Lavas No Rio, que a comove de uma maneira inexplicável - prefere o single da Sónia Tavares à versão original! É preciso dizer que este single é uma adaptação da Gaivota. Da Gaivota!! Podiam ao menos ter pegado em cantigas menos presentes em mim. Se ainda não sabem, fiquem a saber que a Gaivota é o meu fado preferido, depois do Lavava no Rio Lavava, claro. Mais pessoas partilharam comigo que a instrumental da nova versão não é má de todo, mas a mim faz-me confusão.

A verdade é que, de tantas vezes ter ouvido a música, sinto que começo a deixar de desgostar dela. Amália, perdoa-me. Sei que deves estar a berrar na tua campa, mas há um poder qualquer estranho naquela nova versão. Deve ser aquela voz absorvente que a Sónia tem.Mas mesmo se houver uma parte de mim que gosta daquela música horrenda, uma parte muito pequena e insignificante, fica sabendo, Amália, que o fado que abraça o meu coração pertence a ti e a mais ninguém.

Meus caros, dramático como sou (you know me), fui ainda mais longe e fiz uma montagem que tem as duas versões do fado da Gaivota a disputarem uma com a outra. Sejam vocês os juízes:



Sei que podemos ver isto como duas músicas diferentes, mas se aquela gaja continua a cantar os fados da Amália daquela maneira eu não me calo por essas ruas fora. E ai dela que toque no Lavava no Rio Lavava. E agora mete-me pena e fico de coração partido naquela parte do vídeo em que a Amália está calada a ouvir a outra parva, que não percebe que o fado não pode ser cantado daquela maneira.

Guess
P.S.: Ah! A minha mãe já anda por aí a dizer que vai comprar o CD da Sónia Tavares quando sair! Eu não dou permissão, nem pensar!

8 comments:

Duriel said...

kórror de música... Isso só me soa a the gift... Nada de fado! Pegaram na letra e em mais nada... A amália até dá arrepios...

Morcegos no Sótão said...

Gaivota é o meu fado preferido, mas na verdade nunca tinha ouvido a Amália a cantá-la até agora, só o Carlos do Carmo.

Gosto da versão da Sónia Tavares&cia, mas não a imagino como a -minha- Gaivota, ou sequer como fado. É uma canção com uma instrumental poderosa e uma letra lindíssima. Mas são gaivotas diferentes e, como tal, voam em diferentes direcções.

Adoro o post, já agora!xD

MJNuts

Bruno said...

Não é suposto ser fado...nem é suposto querer "aniquilar" co fado original... é apenas uma reinterpretaçao...como homenagem e somente como isso...

Rita said...

Concordo em absoluto com o Bruno. É uma nova roupagem a uma musica que por acaso é Fado é foi cantada pela GRANDE (?) Amália. Uma nova roupagem como se fazem a tantas outras músicas...

Isa said...

Sou uma moça bastante open minded e desempoeirada, mas as gravações da Amália são monumentos.

Com que voz, Lavava no rio lavava, Gaivota, Estranha forma de vida, Foi Deus, ..., são a banda sonora das minhas lágrimas e, simultaneamente, transmitem-me uma paz que não sou capaz de descrever.

Nice post.

Tostini said...

O post tá engraçado... mas já pareces aqueles velhos que só sabem dizer "Ahhh no tempo de salazar é que era... ok antes levavamos porrada mas no tempo dele é que era!"
Epah o projecto foi criado para todos ouvirem e claro que só o público alvo é que vai gostar desta versão. Pelos vistos o Carlos do Carmo também já tinha cantado uma versão desta música mas com ele já não há problema? Só pk ele continuou em tons de fado ? Epah deixem a música evoluir, deixem haver mais opções músicais.
Tou a expressar a minha opinião mas não tenho particular preferência por nenhuma das versões e diga-se já que não gosto muito do tipo de música da banda "the gift" mas que está aqui uma boa versão, está.

Friedrich said...

Isto só prova que nunca viste um concerto dos Gift… A Sónia Tavares tem uma presença em palco que só os grandes interpretes têm, ela é soberba como há poucos em Porugal, não é por mero acaso que que Rodrigo Leão a escolheu para fazerem dupla, mas isso só é permitido aos que sabem realmente sentir a música. http://www.youtube.com/watch?v=CyUaCw1_xAg Então e a Canção do mar que canta a Dulce Pontes, não também uma belíssima interpretação… http://www.youtube.com/watch?v=MSIGWEcR5Dc Há que saber acarinhar os nossos artistas independetemente de serem sonbes ou não…

Paulo said...

Louvados sejam o empresário nuno gonçalves e a entertainer sónia tavares...agora a música da Amália já pode ir ao festival da canção