Wednesday, February 11, 2009

Facadinhas Políticas

Por facadinhas, entenda-se rápidas.

Não acho piada nenhuma ao facto de, em plena crise mundial, o PS e respectivos rebentos (leia-se JS) estejam mais uma vez a distrair a mente dos portugueses do que é importante através do casamento gay. Não é a altura ideal e nenhum elemento ou simpatizante da comunidade LGBT devia orgulhar-se de o assunto voltar a estar na mesa. Mesmo que seja uma mesa hipotética. O portuguesinho retrógado fica chocado, ergue o punho no ar em indignação e esquece-se de se lembrar que outros males se passam...

... Como os 1800 milhões de euros em dívidas que a nacionalização do BPN está a custar aos bolsos in-crise-ados dos contribuintes portugueses. Isto de arrecadar como nossas as dívidas de uma instituição com 700 milhões de euros de prejuízo só podia dar porcaria. Boa jogada, Teixeira dos Santos&Cia.

E agora a eutanásia também vai servir para atirar areia aos olhos dos portugueses?

Sacana do Sócrates é mesmo esperto.

MJNuts

8 comments:

Twin said...

Pois mas isso é que é política. Pá politica é um jogo tens que jogar os trunfos na melhor altura ou quando te dão mais jeito. É estratégia e isso é com tudo... e sempre foi assim. É pena realmente o assunto estar em cima da mesa por razões más mas ao menos está. E estas coisas só vão para a frente pelo facto de se irem falando, ouvindo, expondo. Não se está á espera que o casamento gay seja logo mt bem aprovado por toda a gente logo na primeira vez que se fala disso. Tal como o aborto não o foi. O sacana do Sócrates é mesmo Político!

Rita said...

MJ com um post puramente político? É agora que eu morro xD
Sinceramente acho que não é pa nos distrair dos problemas economicos, o porteguesinho reles nao paga a crise, a classe média sim.
Para além disso, como dizia o Eça de Queirós "Somos um país em crise constante" e como, segundo o Ricardo Pereira, a crise esta em crise (procura e lê, é lindo) acho que não é por pagar mais que o gato vai as filhoses.
Axo que é mesmo pa nos distrair nas mãos sujas por causa de um certo outlet, e mais importante que isso, dum orçamento de estado que deveria tar pronto á 4 meses atrás.

MJNuts said...

Eu falei em portuguesinho retrógado! E isso existe em muita classe social!=P

E é claro que há muita coisa que interessa ao Governo disfarçar com assuntos "areia nos olhos"...

É política, faz parte do jogo.

Anonymous said...

Por isso prima é q n seguimos para política (ponto final).

Rita said...

Como nós custumamos dizer "queremos as massas pequenas e ignorantes" porque sejams sinceros, mesmo que tentes exlicar à população o novo projecto de dedução do IVA + de 50% nao vai perceber, e ainda bem... olhos que não vêm, bolso que sente mas não compreende

=P

"Politics the art of the possible"

tiagodood said...

MJ, foi preciso falares de política para eu comentar pela primeira vez =) lamento, mas tenho de discordar com algumas das afirmações que fazes. o papel de lembrar aos portugueses os males que se vão passando é da oposição, que muito bem o faz, como viste na notícia do BPN. acho que não faz sentido esperarmos que se debata se foi ou não um erro histórico, ou simplesmente "lembrar" os portugueses, porque isso seria perder tempo tal e qual como tu consideras esta questão do casamento gay. nisso concordo contigo, é absurdo estar a ser debatido agora! mas a crise é mundial e nós, entenda-se Portugal, não somos mais do que um barco na maré dos grandes que decidem e fazem o que querem dessa crise. não é assunto para estar na tal mesa hipotética também. logo siga-se com debates sobre os direitos de alguns portugueses, como o casamento gay e a eutanásia que bem merece discussão. são, aliás, assuntos diferentes. o teixeira pode continuar com o seu ridículo trabalho, enquanto estes assuntos são "debatidos" na puramente hipotética mesa. e tenho dito :D

Morcegos no Sótão said...

Alo! Que tal Ljubljana?:)

Eu nao sou contra a discussao de assuntos importantes como o sao a eutanasia e o casamento gay, apenas acho hipocritamente politico que so se lembrem destas coisas quando os exemplos de ma governacao estao por todo o lado, o que me faz pensar que nao o fazem por os acharem importantes, apenas por serem convenientes como disfarce dos problemas do momento.

Mas a verdade e que, altura certa ou errada, antes serem discutidos do que nao se falar neles!

MJNuts

tiagodood said...

fuckin' great here =D

eu percebo o teu ponto de vista perfeitamente, mas má governação não é para ser debatida. decisões antigas, boas ou más, não entram na mesa! para isso está lá a oposição pondo as suas questões e dúvidas sobre as decisões tomadas. não podemos esperar uma análise do próprio governo em função à merda que andam a fazer.

esperar que isso aconteça é uma atitude à portuguesinho indignado, reivindicativo e de críticas destrutivas :D